27 abril 2012

Dicas de como combinar os tecidos...


           
           Gente, gosto não se discute, isso está mais do que provado! Ainda mais quando falamos de produtos crafts, notamos que as pessoas podem fazer um mesmo tipo de trabalho (necessaire, bolsa, estojo, etc.), mas NUNCA ficarão iguais uns dos outros. Cada pessoa tem seu gosto e estilo próprio e devemos respeitar isso!
            Eu fico bastante feliz quando uma pessoa conhecida, próxima ou não, comenta que meus trabalhos têm boas combinações de tecidos. E de vez em quando algumas me perguntam como faço essas combinações.
            Olha gente, na verdade não existe uma fórmula pra isso, porque quando eu “bato o olho” e vejo os tecidos lá na loja juntinhos, ou eu vou com a “cara deles” ou então faço aquela careta pensando “humm esse eu não gostei!” (aqui às vezes é um motivo de discussão entre eu e minha mãe, porque temos gostos diferentes rs...).
            Bom, é por isso que estou aqui! Queria deixar claro que essas são as dicas as quais eu uso mas cabe a cada uma de vocês levarem em conta o gosto pessoal por cores, estampas, desenhos, etc.
            Vamos lá!
            Quando fiz curso de patchwork pela primeira vez, a minha professora me deu uma pequena dica, e eu NUNCA MAIS ESQUECI, ela disse: “Iara, quando você for comprar tecidos, coloque os que você está imaginando comprar, bem próximos uns dos outros!”.
            Por que isso gente?! Porque na hora vocês já conseguem observar se um combina com o outro! Claro que aqui também gente é preciso ter bom censo: não podemos carregar aqueles rolos enormes de tecido pra lá e pra cá dentro de uma loja, primeiro porque são pesados e segundo porque os vendedores iriam à loucura! Eu faço assim: entro na loja, olho no geral todos eles e já começo a ver se encontro tons parecidos. Existem lojas (exemplo a Loja Metrópole em São Paulo) que já fazem um mostruário separado por tons, são as MELHORES na minha opinião! Depois peço para cortar algum e falo para o vendedor me emprestar e saio encostando ele nos outros (alguns torcem o nariz, mas com educação a gente consegue quebrar isso “às vezes” rs...).
            Mas e se vocês foram comprar apenas um, ou então alguns para combinar com outros existentes em casa?! Aqui vocês podem levar um “pedacinho” desses que vocês têm em casa. (bem pequeno, que caiba até no bolso) Porque assim vocês não correm o risco de chegar em casa e descobrir que aquele tecido NUNCA vai combinar com nenhum! Eu confesso que de teimosa, já passei por isso, e demorei muito para encontrar “um par para o bendito”. (rs...)
            Outra dica: quando vocês quiserem combinar muitas estampas, cuidado! Nem sempre elas combinam entre si. Tome cuidado para a peça não ficar o que chamamos de “muito carregada de cores”. Nessa hora uma coisa eu garanto: poá, xadrez e listrado, são “verdadeiros tecidos coringas” na hora de fazer isso! Isso porque eles têm geralmente apenas duas cores, e isso facilita bastante!
            Eu particularmente CURTO DEMAIS estampas pequenas e delicadas. (Quem me acompanha já deve ter percebido isso) Um exemplo disso são os tecidos chamados FLORAIS MIÚDOS! Eu só AGORA estou COMEÇANDO A ME ARRISCAR a comprar estampas maiores, mas são raras às vezes porque eu realmente tenho uma “quedinha” por flores pequenas. (rs...) E já sinto maiores dificuldades nas combinações, é preciso tomar bastante cuidado para não desperdiçar dinheiro e fazer com que algum tecido não fique lá “abandonado” no fundo de uma caixa, baú, etc.
            Abaixo eu trouxe algumas fotos, mostrando essas dicas descritas acima. Espero que vocês se inspirem e façam muitas combinações e projetos fofos por aí!      
Grande beijo
Iara Passerotti - IP Handmade





25 abril 2012

Um Porta Tesouras para chamar de meu...


            Bom, decidi que esse ano eu preciso adquirir umas “coisas fofas” do Atelier IP Handmade também! (rs...)
            Fazer coisas fofas para as outras pessoas é realmente uma DELÍCIA, mas estava mais do que na hora da Iara aqui criar vergonha na cara e fazer um porta tesouras fofo pra si mesmo! (rs....)
            Bom, para falar a verdade, esse Porta Tesouras é uma das peças que faço (depois conto para vocês em outro momento quais são as outras) que tem um significado especial para mim. Isso porque foi uma das “primeiras coisas” que procurei e me virei SOZINHA para fazer depois que encontrei na internet, mais ou menos a quatro anos atrás, um vídeo da Vera Patchwork (se vocês quiserem acredito que ainda encontram no “SANTO YOU TUBE” rs...).
            Claro que os primeiros não ficaram 100% como eu gostaria, mas mesmo assim já fiquei MUITO FELIZ! (Mania de perfeccionismo de Arquiteta rs...)
            E ao longo desses poucos anos que passaram, eu venho fazendo e mudando uma coisinha aqui, outra ali, acrescentando alguns detalhes que dão um “charme” todo especial a essa peça que MUITAS PESSOAS adoram e quando vêm sempre acham super criativa e diferente! A maioria, principalmente aquelas que não são do “meio craft”, adora!
            Aqui estão as fotos do MEU PORTA TESOURAS! Espero que vocês curtam, porque eu sinceramente...
            ... ADOREI! J
Grande beijo
Iara Passerotti - IP Handmade






23 abril 2012

A vida é da cor que a gente pinta!


Dizem que: “A vida é da cor que a gente pinta!”.

Então vamos lá, resolvi nesse dia de HOJE em especial, pintar a minha vida de VERMELHO, uma cor que esquenta os nossos corações! (principalmente para nós paulistanos, que começamos com um dia “nubladinho e geladinho” por aqui rs...).

E nada MELHOR também do que fazer aquilo que a gente gosta e que Deus nos deu como um “dom especial”.

Agradeço aqui a ELE por ter me dado o dom da criatividade e das mãos habilidosas para desenvolver os meus trabalhos os quais AMO TANTO!

OBRIGADA a vocês também que me acompanham por aqui, pelas tantas visitas e pelos recadinhos tão carinhosos!







Um grande beijo
Iara Passerotti - IP Handmade

21 abril 2012

"Mãe, faz Bolo de bolo?!"





Pois é pessoal, essa era a frase que eu sempre dizia para a minha mãe quando eu era criança.
Mas como assim "bolo de bolo" vocês devem estar se perguntando. Eu explico.
Eu gosto MUITO de bolo simples, sem recheio, nem nada. E esse era o bolo simples da minha mãe, o qual eu mesma dei o nome de "bolo de bolo" rs... Nossa com um café quentinho então hummmm que delícia!
E como eu gosto de preparar "mini bolos" para a molecada levar de lanche na escola, resolvi unir o útil ao agradável, já que o resultado é um bolo "gostosinho" e nada enjoativo.
Bom vamos lá! A receita é muito fácil, prática e baratinha!

Ingredientes:

1 1/2 tabletes de margarina para culinária (aqueles de 100 grs)
4 unidade(s) de ovo
2 xícara(s) (chá) de açúcar
1 xícara(s) (chá) de leite
2 xícara(s) (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento químico em pó

Modo de preparo:

Bata (sempre na batedeira) as claras em neve bem firme e reserve na geladeira. Bata as gemas com o açúcar e a manteiga até ficar bem branquinho. Adicione o leite aos poucos, alternando com a farinha. Continue batendo. Quando estiver bem misturado, pare de bater e misture a clara em neve e o fermento bem devagar. Coloque a massa em uma forma untada com manteiga e polvilhada com farinha de trigo. Asse em forno médio, pré-aquecido.

No meu caso gente, eu utilizei forminhas de papel manteiga dentro de forminhas de alumínio (aquelas para pão de mel) as quais a gente não precisa untar. Mas atenção: encha cada forminha somente até a metade com massa, porque essa receita cresce muito e pode vazar fazendo uma "baita meleca" ok!? Confesso que descobri isso só depois da primeira fornada rs...
Essa receita rende mais ou menos uns 25 mini bolinhos!

Bom apetite! Depois me contem se fizerem a receita!

Um grande beijo
Iara Passerotti - IP Handmade

20 abril 2012

Organizações Crafts nessa #sextacriativa

             Pessoal, quem trabalha nesse "mundo craft" sabe muito bem que uma BOA ORGANIZAÇÃO dos materiais é FUNDAMENTAL!
            Mas sabemos também que existem momentos que na correria do dia a dia fica tudo "de pernas para o ar", e a falta de tempo nem sempre nos ajuda nessa tarefa.
            Mas para facilitar as coisas, a DICA que eu dou e considero importante é a seguinte: de "tempos em tempos" é bacana dar "uma geral" na bagunça!
            Isso acontece SEMPRE comigo, principalmente depois que devido alguns acontecimentos, tive que "literalmente desmontar" meu Atelier que estava numa sala de quase 20 metros quadrados e trazê-lo de volta para "dentro do meu pequeno apartamento" (que apesar disso é meu recanto e adoro rs...).
            Os tecidos sempre são os materiais os quais mais "modifico" de lugar: já ficaram arrumados em rolos, depois separados por cor individualmente em saquinhos, depois fora dos saquinhos separados por tons, etc.
            Mas dessa vez resolvi mudar de novo!
            Eu "estou quase acreditando" que dessa vez será definitivo rs... Isso porque me pareceu a forma mais fácil para lidar com eles.
            E resolvi dividir com vocês essa dica, e sinceramente espero que possa ajudá-las ou ao menos quem sabe dar "uma luz" de como FACILITAR A VIDA de cada uma de vocês!
            Vamos lá:
            Primeiramente comprei há algum tempo atrás aquelas caixas organizadoras transparentes. No meu caso comprei aqui em São Paulo na KALUNGA, mas vocês encontram também em hipermercados e algumas lojas de materiais de decoração e construção (exemplo Leroy Merlin), mas fica a dica: onde comprei encontrei os "melhores preços"!
            Existem vários modelos e tamanhos, por isso é bacana ANTES de gastar dinheiro, pegar uma fita métrica ou trena e sair medindo os espaços em casa onde vocês imaginam que irão colocar as caixas! 
            Eu comprei algumas maiores para colocar no chão e outras menores para colocar em cima da mesa.


                 Chegando em casa, eu recortei um papelão do tamanho da largura da caixa. Fiz isso para poder DOBRAR os tecidos e eles ficarem dentro da caixa de uma forma PADRONIZADA e, portanto MAIS ORGANIZADA. Confesso que aqui a "cabeça de arquiteta" meio "esposa de engenheiro" falou mais alto! rs...


            No meu caso, nessa caixa, a ideia era formar duas colunas de tecidos, mas fica a critério de vocês a melhor disposição dentro da mesma!
            Dobrei todos os tecidos e ANTES separei por cores. 
            Como estou fazendo novamente um curso de patchwork, sempre gosto de levar meus tecidos de casa para aproveitar o que tenho e não ficar "caindo em tentação" e sair comprando mais tecidos da loja. 
           
            Portanto para FACILITAR isso, descobri que é bacana separar os tecidos por COMBINAÇÕES. Então coloquei tecidos combinando entre si, dentro daqueles saquinhos com fechos (vocês encontram em lojas de embalagens). Assim toda a vez que eu precisar tirar alguns tecidos, não bagunço os outros e não perco tempo FAZENDO COMBINAÇÕES.
            Eu particularmente ADOREI e achei que ficou MUITO MAIS PRÁTICO!




     
             Depois disso, aí sim coloquei os saquinhos dentro da caixa transparente! Aqui vocês também escolhem a melhor forma: eu coloquei aqueles tecidos que "não aguento mais olhar para a cara deles" no fundo da caixa e em cima, coloquei os "recentes adquiridos" que estão "doidos pra virarem" novidades' rs...
            Ah! Outra dica que aprendi com uma amiga, a Angela: espirrem nos tecidos aquelas "águas aromatizadas" (específicas para tecidos heim!) antes de guardar, nossa fica uma delícia!



             Outras caixas menores e com tampas utilizei para guardar várias cores de viés, alfineteiros, tesouras, etc. Isso porque para quem mora numa cidade como São Paulo, sabe que essas coisas abertas "lotam" de poeira!
            Espero que tenham gostado! 
            Bom final de semana com um feriadinho no meio mas que nem parece né! rs...

Um grande beijo
Iara Passerotti - IP Handmade

19 abril 2012

Bastidores da BRAZIL PATCHWORK SHOW 2012...

Está acontecendo em São Paulo capital a 6ª BRAZIL PATCHWORK SHOW no Centro de Eventos São Luís. Para quem mora em São Paulo, a dica é ir de metrô e descer na Estação Consolação, fica bem pertinho!
Eu estava planejando ir na sexta-feira, ATENÇÃO último dia da feira (20/04), mas aconteceram algumas coisas e resolvi dar uma “corridinha” por lá ontem mesmo, e não perder a oportunidade de visitá-la.
E digo para vocês que “APESAR DA GRANDE MUVUCA” de gente (a grande maioria mulheres empolgadas assim como eu rs...), vale sim a pena encarar!
Trouxe então para vocês HOJE um pedacinho do que anda acontecendo por lá! E segurem as emoções, porque tem muitas coisas MARAVILHOSAS para OLHAR, ADMIRAR e COMPRAR então, nem se fala! (rs...)



Logo na entrada nos deparamos com um espaço o qual é uma parceria entre a Lu Gastal e a Rita Paiva da Revista Make. Um lugar MEGA FOFO, com uma decoração pra lá de encantadora. Dá vontade de entrar lá (mas isso infelizmente não é permitido rs...) e voltar a ser criança! Brincar e não sair mais! 




Além desse espaço, existe dentro da Feira outro estande da Lu Gastal. Por lá também vocês vão encontrar muitas coisas lindas e muito carinho e atenção por parte de TODAS ELAS, incluindo Lu Gastal e sua irmã fofa a Lisi.


Ao longo da Feira existem muitas outras Lojas e Atelier’s vendendo a mais variada quantidade de tecidos, materiais, produtos feitos com a técnica de patchwork, projetos do tipo “FAÇA VOCÊ MESMA”, enfim, tudo relacionado ao MARAVILHOSO MUNDO CRAFT!


Eu particularmente nesse ano foquei exatamente nisso, em comprar projetos para desenvolver com uma pessoa que tem me ajudado e muito: a professora de Patchwork Rogéria do Bazar Ana Maria em Moema. Procurei bastante e tentei me informar ao máximo com as lojas que estavam vendendo sobre o conteúdo desses projetos. Confesso para vocês que no ano passado comprei alguns o quais paguei CARO e tive vontade de jogar no lixo assim que cheguei em casa. Isso porque eram muito mal feitos e mal explicados. Ontem, alguns lugares me garantiram que se eu chegasse em casa e verificasse esse tipo de problema, poderia voltar e reclamar. Mas isso não aconteceu gente. Então fica aqui a dica de alguns lugares se vocês quiserem adquirir projetos BONS em minha opinião:

- STUDIO LUCINHA MULLER (estão vendendo como água, as coisas são lindas, tive que encomendar um deles porque havia acabado no primeiro dia da feira. Eles são de Jundiaí, São Paulo)
- ATELIÊ PATCHFUXIQUE (falem com a Eugênia, uma pessoa muito atenciosa. Eles são de São Paulo capital)
- IDA E KIKA (A Ida muito simpática, que me garantiu a qualidade do projeto, e ela estava certa, muito bom mesmo. Também são de São Paulo)
- ARTE e COSTURA (caros, mas excelentes. Conversei com uma professora de patchwork que também estava comprando e me disse que acredita serem os melhores projetos que ela já viu. Eles são de Porto Alegre)
- HAPPY QUILTER (lindos projetos, mas aqui tenho uma reclamação: imagino ser a dona, infelizmente NADA SIMPÁTICA, quase não levei o projeto por isso, mas como AMO CUPCAKES, deixei essa desagradável situação de lado, e QUASE disso isso para ela... São de Londrina, Paraná)






Um dos estandes que me encantou foi o da Coats Correntes. Eu acabei de ficar sabendo que eles têm tecido da marca própria e AFIRMO para vocês que AS ESTAMPAS SÃO DELICADAS E LINDAS! Eles só vendem para lojistas na Feira, mas uma atendente do estande, por sinal extremamente simpática, me disse para entrar no site onde podemos verificar onde estão os fornecedores pelo BRASIL.




Gente, e por aí vai! Temos que nos controlar ao máximo para não gastar todo dinheiro e cartões de crédito porque realmente é TENTADOR rs...

Espero que vocês curtam porque eu ME APAIXONEI por quase tudo rs...

Um grande beijo
Iara Passerotti - IP Handmade

17 abril 2012

Eu quero, eu quero e eu quero!

Pois é...
... Sabe aquela história que diz: “Quando temos filhos nós muitas vezes pagamos a língua?”.
Isso porque tem vezes que esses pequenos ou mesmo os teen’s querem TANTO alguma coisa e insistem TANTO que acabam nos vencendo pelo cansaço, confesso rs...
Então foi assim que aconteceu comigo, eu explico...
... Eu queria porque queria uma mini máquina de costura. E gostaria que fosse de ferro.
Rodei em toda aquela praça de antiguidades chamada Benedito Calixto aqui em São Paulo, perguntei em todas as barracas e nada.
Puxa, saí de lá decepcionada e dizendo para meus filhos: “Eu queroooooo uma maquininha!”. E nós três, eu, ela (14 anos) e Vitinho (9 anos), demos muitas risadas com essa “manha” (rs...).
Bom, assim como “uma criança birrenta” eu não ia desistir tão fácil assim. Na verdade meu desejo era utilizar essa maquininha, para compor o cenário das minhas novas fotos, os quais aprendi numa oficina de fotografia do ELO7, conformecontei anteriormente aqui. Por isso “tanta insistência”. (colou a justificativa gente? rs...).
Enfim. Fui até o Shopping Ibirapuera, resolver outras coisas e foi quando passando por uma loja de presentes, disse para minha filha para entrarmos e “quem sabe” encontraria algo relacionado à costura por lá.
E?
Quase “morri do cotração” gente! Existe uma coleção de apontadores de ferro MARAVILHOSA, que são miniaturas de várias coisas: edifícios famosos, peças bacanas, etc.
E lá estava ela SORRINDO pra mim! Minha tão sonhada MINI MÁQUINA DE COSTURA! (rs...) E ao lado dela essa fofura de MINI FERRO ANTIGO DE PASSAR ROUPA pedindo: “Me leve junto com ela!” (rs...).
Ah desculpe né pessoal, mas falem a verdade: “SÃO IRRESISTÍVEIS NÃO SÃO!?” (rs...)
Tenho CERTEZA de que as APAIXONDAS por costura assim como eu, vão amar também!

Um ENORME BEIJO! E OBRIGADA de coração...
Iara Passerotti - IP Handmade





13 abril 2012

Doces lembranças nessa #sextacriativa...

           Semana que vem começa a “MARATONA” de Feiras relacionadas ao MUNDO CRAFT 2012 aqui em São Paulo.
            A primeira delas é a 6ª Brazil Patchwork Show (no caso aqui a palavra Brasil se escreve com “z” mesmo viu gente rs...) que acontecerá no Colégio São Luís em São Paulo, capital.
            São dias bacanas que, além de conhecer trabalhos e produtos maravilhosos relacionados ao patchwork, são dias de reencontrar amigas e conhecer novas também.
            E como no ano passado, resolvi preparar uma “fofurinha”, na verdade uma “doçura” (rs...) para entregar para essas pessoas as quais irei encontrar.
            É uma forma de CARINHO que encontro de transmitir para pessoas queridas, e uma forma também de começar quem sabe “uma nova amizade” de uma forma agradável e acolhedora.
            Espero que vocês curtam, eu...
            ... não vejo a hora de entregá-las pessoalmente!!!       

Grande beijo
Iara Passerotti - IP Handmade






11 abril 2012

Você sabe o que é VINTAGE ?



São várias as explicações para esse "estilo" tão falado por aí: o VINTAGE!
Mas na verdade de novo ele não tem nada, vejam só:

"Vintage é uma estilo de vida e moda retrógrada, uma recuperação de estilos das décadas de 1920, 1930, 1940, 1950 e 1960."

"A palavra vintage vem do inglês. Qualquer coisa é vintage quando há um forte retorno ao passado, ou seja, como se imitasse um estilo anterior que pode ser na moda, decoração ou, até mesmo, presente em uma obra literária."

Essa aqui mostra a diferença entre o VINTAGE e o RETRÔ:

"Vintage são coisas velhas que voltaram à moda.
Retrô são coisas novas inspiradas nas coisas antigas.
"

Mas a definição mais explicativa que encontrei na net, foi essa:

"A palavra Vintage, tão usada hoje em dia quando se fala de moda, tem origem na vinicultura.
Em 1746 a expressão Vintage passou a designar o “ano em que foi feito um vinho” e também um vinho de boa safra.
Para uma roupa, sapato ou acessório ser considerado Vintage, a peça precisa preencher alguns requisitos:
♥ ter sido produzida entre os anos 20 e os anos 80
♥ peças anteriores ao período são consideradas como antiguidades e as posteriores ao período são designadas como roupas ou acessórios de segunda-mão
♥ deve representar um instante da moda e ser capaz de traduzir um estilo próprio ou a marca de um estilista
♥ não pode ter sofrido transformação alguma
♥ precisa estar em perfeito estado
Já o termo Retrô se aplica às peças que tem inspiração em décadas passadas mas que são produzidas atualmente.
De forma prática Vintage é aquilo que conseguimos garimpar em um brechó ou no armário das nossas avós, já Retrô é uma peça nova com inspiração em outra época."
            Bom, depois de ler todas essas explicações, eu acredito que o meu trabalho craft de hoje é RETRÔ e não VINTAGE como eu pensava. (rs...)
            Isso porque encontrei na KALUNGA (uma grande loja de materiais de papelaria) um CONTACT o qual fiquei apaixonada! Resolvi então me INSPIRAR em coisas antigas e preparar essa produção. Trouxe as fotos para vocês verem, espero que assim como eu, curtam de montão!

Grande beijo
Iara Passerotti - IP Handmade